quarta-feira, 18 de julho de 2012

Flashes de ciência


A 'mamãe carrapato' doa a vida pela prole


Imagem feita por técnico da UENF vira capa de revista científica internacional

Uma fotografia feita pelo técnico da UENF Maurício Falcão virou capa de uma das mais conceituadas revistas de parasitologia do mundo. Trata-se da australiana International Journal for Parasitology, periódico de grande impacto nesta área, que traz na capa de sua última edição a foto do carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus. A fotografia ilustra artigo de um grupo de pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que aponta o carrapato como responsável por significativas perdas nas atividades ligadas à criação de gado.

O estudo aborda o controle imunológico com vacinas como alternativa para substituir acaricidas químicos e é o primeiro a mostrar que a vacina VTDCE possui atividade antimicrobial. O grupo da UFRGS é liderado pelos professores Aoi Masuda, Itabajara Vaz Jr. e Carlos Termignoni e mantém uma intensa colaboração com a UENF nos estudos com carrapatos. Os pesquisadores da UFRGS e UENF fazem parte do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia, o INCT-Entomologia Molecular.

Prazer em fotografar - Graduado em biologia pela UENF, Maurício possui grande interesse em fotografar plantas e animais, mais especificamente flores e pequenos artrópodes. Seu primeiro trabalho na área científica foi publicado em 2009, quando uma foto de sua autoria foi capa de Brazilian Journal of Plant Physiology, que na época tinha como editor chefe o professor Arnoldo Rocha Façanha, da UENF.

Maurício: 'Fotografia é um grande prazer'
- Ele viu a foto como papel de parede do meu computador e quando soube que era de minha autoria se interessou em publicá-la como capa da revista – conta Maurício.

Com a criação da Unidade de Experimentação Animal da UENF, em 2010, Maurício ganhou o apoio do professor Carlos Logullo, coordenador da Unidade, e começou a desenvolver a macrofotografia como registro de experimentos em laboratório. A parceria rendeu bons frutos, e a partir de então Maurício se profissionalizou e adquiriu equipamentos adequados que lhe permitiram um melhor resultado. Em 2011, concorreu ao I Prêmio Fotografia-Ciência & Arte, promovido pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico),  e teve uma de suas fotos selecionada para compor o Anuário Brasileiro de Fotografia Científica, através de um concurso realizado pelo CNPQ.

Apesar de ter o seu trabalho como fotógrafo reconhecido, Maurício não cria expectativas e afirma que as oportunidades ‘vão acontecendo naturalmente’, já que continua realizando estudos na área. Atualmente, Maurício é aluno especial de pós-graduação da UENF e pretende se candidatar a uma vaga no mestrado em Ciência Animal. . Mas não tem a pretensão de abandonar o seu atual cargo na Secretaria do Centro de Biociências e Biotecnologia (CBB).

- Antes de um compromisso profissional, a fotografia é para mim, um grande prazer – conclui.

Rebeca Picanço

3 comentários:

  1. Que Chic hein amadinho!!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Maurício! Belo e interessante trabalho.
    Manuel Molina

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Maurício ! Grande trabalho, fruto de dedicação e vocação.

    ResponderExcluir