quarta-feira, 21 de março de 2012

Esperança para vítimas de derrame


Substância encontrada em vegetais recupera movimento em ratos submetidos a AVC

Amélia Miranda Gomes Rodrigues
Uma contribuição para um possível tratamento de pacientes acometidos pelo Acidente Vascular Encefálico (AVE) — popularmente conhecido por 'derrame' — foi dada a partir de um estudo experimental pré-clínico por cientistas da UENF (Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro). A partir do uso da substância chamada "rutina", encontrada em vegetais, eles conseguiram recuperar parcialmente o movimento das patas dianteiras de ratos em experimentos de laboratório. A rutina é um tipo de flavonoide, substância produzida pelos vegetais cuja função é semelhante ao do sistema imunológico humano: proteger a planta contra as agressões externas.

Os flavonoides já são conhecidos por sua ação farmacológica antioxidante e anti-inflamatória. Segundo o professor que coordena as pesquisas, o professor Arthur Giraldi Guimarães, do Laboratório de Biologia Celular e Tecidual (LBCT), estudos prévios já verificaram a capacidade dos flavonoides de prevenir e de proteger contra os danos de doenças vasculares, através da administração prévia à ocorrência da isquemia. Mas o estudo, que embasou a dissertação de mestrado de Amélia Miranda Gomes Rodrigues, do Programa de Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia da UENF, é um dos poucos não só a utilizar a rutina, como também a focar na terapêutica e não na prevenção — ou seja, na administração posterior à ocorrência da isquemia. Os pesquisadores induziram um tipo de AVE em ratos, que ficaram com parte dos movimentos comprometidos. Depois, submeteram os animais ao tratamento com a rutina.

Ratinho sendo submetido ao teste do cilindro
Os ratos foram avaliados por um período de três meses, sendo submetidos a dois testes sensorimotores. Um deles é o teste do cilindro, no qual o ratinho é colocado dentro de um cilindro de vidro e é avaliada a sua capacidade de utilizar as duas patas para explorar as paredes. No início, os animais levantam apenas uma pata, mas depois do tratamento conseguem levantar as duas. O outro teste é o do adesivo, no qual os ratinhos inicialmente demonstram não sentir o material colado à pata, mas depois de algum tempo não só sentem como conseguem desgrudá-lo da pele. O estudo também observou redução da neurodegeneração na região periférica à lesão, sugerindo um papel neuroprotetor para o flavonoide.

— O AVE é a principal causa de incapacidade em pessoas adultas e a cada dia aumenta o número de casos. Esperamos que, em breve, se consiga chegar a um conjunto de evidências que levem a um ensaio clínico com seres humanos — diz o professor, lembrando que no momento não existe nenhum tipo de tratamento para vítimas de derrame, apenas o uso de antitrombolíticos nas primeiras três horas. Quem é hospitalizado depois desse período normalmente fica com sequelas irreversíveis.

Segundo Amélia, que é formada em Farmácia, a rutina já é comercializada em forma de medicamento com ação vasoprotetora, o que facilita o uso na clínica, já que para o uso em humanos os medicamentos obrigatoriamente devem passar por uma sequência de ensaios clínicos. Na natureza, a substância é encontrada em vegetais folhosos, como brócolis e couve. Outro flavonoide com estrutura química semelhante ao da rutina, a quercetina, pode ser encontrada na maçã, cebola, uva e chá verde.

Fúlvia D'Alessandri

4 comentários:

  1. Incrível! Parabéns pela pesquisa.

    Uma pesquisa da OMS dizendo que até 2020 as doenças relacionadas ao cérebro serão a primeira causa de morte no mundo (ultrapassando as doenças do coração).

    Tiro meu chapéu para o esforço de vcs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amélia Miranda Gomes Rodrigues26 de maio de 2012 11:25

      Muito obrigada!
      Sim, foi um grande esforço, mas valeu a pena. E neste grande problema que já enfrentamos e iremos enfrentar ainda mais no futuro, pudemos ser uma gota no oceano!

      Um grande abraço!

      Excluir
  2. QUE DEUS DERRAME SABEDORIA SOBRE VOCÊS, PARA QUE POSSAM SALVAR VIDAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amélia Miranda Gomes Rodrigues26 de maio de 2012 11:22

      Olá, muito obrigada!
      A sabedoria está além da inteligência, e ela nos faz compreender e ter forças para ir além das expectativas. Deus te abençoe também.

      Excluir